Roger da Gama Rocha

"Roger Dageerre" pseudônimo literário de  Roger da Gama Rocha nasceu  em São Luís – Ma, 25 de outubro de 1951. Comerciário, funcionário público estadual e municipal, técnico em contabilidade, escritor. Filho de Uimar Rocha rádio telegrafista e Nair da Gama Rocha contadora, prendas do lar e artesã. Irmãos, Uimar, Naimar, Nilmar, Uitmar, Nildimr, Tatiana, Maria do Rosário, Maria de fátima, Nailma, Nacleamar, Jacqueline, Uimar Junior e Nadnamara. Filhos, Vanessa, abiano,Rogers, Robert, Emmanuelle, Hanna, Brida, Thaís e Karine. Netos, André Lucas, Maria Júlia, Milla, Luiz Roberto, Dante e  Laura. 

Carreira literária:

Menção Honrosa - V Concurso Literário - Revista Brasília.

1984. Antologia Poetas Brasileiros de Hoje 1984.

Obras publicadas:

Misto conto de ficção e poesias.

1985 “Primeiro andar” - Editora Shogun Arte – Rio de Janeiro – RJ. impressão Gráfica Portinho Cavalcanti Ltda – Rio de Janeiro – RJ.

Contos de ficção:

1986 “Gente confusa” – Passos Editores de Publicações – São Luís – Ma.

1987 “Vocação” – São Luís – Ma.

1988 “Vida de cão”.

1990 “Sonho de um nordestino” – Gráfica e Editora Globo – São Luís – Ma.

1994 “Ordem e progresso”. Grafearte Ltda – São Luís – Ma.                                                                                                            

1996 “O excepcional e a pomba gira”.

2003 “O direito de um boia-fria”. Intergraf. São Luís – Ma.  

2015 “Meninas alheias”. Intergraf – São Luís – Ma.

Principais: A dama – À distância – A estação e o Rio – A fábula – A nota maior – Absolutamente – Adeus – Além – Amazônia – Amor factível – Amor inconsequente - Animal – Anônimo – Antigamente – Apego – Apego exagerado - Apertura – Artesão - Aspiração – Azul da cor do mar – Bicho de sete cabeças – Bioluminescência – Camisa 7 – Capa de revista - Cara de palhaço – Cavalgada – Celebração – Chuva – Confissão – Conflito – Convite - Curiosidade – Dançar com você – De vez em quando – Desacompanhado – Desafronta – Desejo de capitão  –  Dignidade  –  Direito universal – Ele e ela - Entre nações – Eternamente   –  Falsa

consideração   –   Fim  –  Incônscio – Indecisão – Indolência  – João de barro -

                                                                                               

Litoral maranhense - Louco amor – Meninas alheias - Menino tunante - Não passou – Nunca mais - O músico e a equilibrista – O  poder da  rádio - O solitário – O turista e o contador de histórias - Ousadia – Pacto de amor - Palavra triste – Palpável – Paralelas – Paz – Perfídia – Perseverança – Primeiros erros – Quero paz - Sem explicação – Séquito - Sonho meu – Teatro abandonado – Um dia inesquecível – Veleiro do amor – Vento, Você e em 2016 “Meninas alheias”.

                                                                                               

Livraria e Espaço Cultural AMEI - São Luís Shopping: (98) 3251 3744

Presidente: (98) 9 9612 2384 (WhatsApp)

1ª Secretária: (98) 9 8283 2560 (WhatsApp)

Email: amei.osfl@gmail.com

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon

© 2020 AMEI.