Euclides Moreira Neto

Euclides Barbosa Moreira Neto nasceu em 13 de abril de 1957, na cidade de Cururupu-MA. Cursa doutoramento no Programa Doutoral em Estudos Culturais na Universidade de Aveiro, Portugal, desde 2014 (com previsão de conclusão no ano de 2017, sendo seu objeto de investigação os “Blocos Tradicionais do Maranhão”, manifestação cultural do ciclo carnavalesco). Sua formação educacional e acadêmica ocorreu em Instituições de Ensino Público e atualmente é professor universitário, lotado no Curso de Comunicação Social do Centro de Ciências Sociais da Universidade Federal do Maranhão, ministrando as disciplinas Jornalismo Cultural, Jornalismo de Revista e Laboratório de Telejornalismo.

Graduado em Comunicação Social – Habilitação Jornalis-mo, na UFMA (1976-1979), tem dois cursos de Especialização: Teoria e Prática em Jornalismo, ministrado na UFMA (1981-1982), e Planejamento da Comunicação, na Universidade Fede-ral de Minas Gerais, em convênio com a Universidade Católica de Minas Gerais, Fundação Friedrich Ebert da República Federal da Alemanha, Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa da Comunicação – ABPEC com o Centro Internacional de Studios Superiores de Comunicación para a América Latina – CIESPAL (1982), Mestrado em Comunicação, viabilizado por meio de convênio firmado entre a Universidade Federal Fluminense (UFF), Universidade Federal do Maranhão e Universidade Virtual do Maranhão – (2009-2011); exerceu a função de “Conselheiro”  do  Conselho  Estadual  de  Cultura  do Maranhão (1991-1994 e 2007-2008); reorganizou e presidiu o Conselho Municipal de Cultura de São Luís (2009-2012).

Ao longo de sua carreira como docente, sempre se envolveu com a área de extensão e cultura, desenvolvendo atividades em todas as áreas de expressões artísticas, principalmente na área audiovisual. A nível administrativo na UFMA, foi Coordenador do Núcleo de Atividades Visuais do Departamento de Assuntos Culturais da Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Estudantis, além de Diretor daquele Departamento (CD4) por 12 anos consecutivos (1996-2008).

Como Diretor do Departamento de Assuntos Culturais, desenvolveu extensa grade de projetos e atividades artístico-culturais, motivando sempre o envolvimento dos Departamentos Acadêmicos nas ações executadas com o objetivo de revelar novos talentos e propiciar a participação de alunos e professores nos projetos propostos e/ou desenvolvidos por aquele Departamento. Entre os projetos e ações desenvolvi-dos por aquele Departamento, sob sua coordenação, até o ano de 2008, na UFMA, destacam-se:

- 12 edições da Mostra Brasileira de Humor no Maranhão (Humormará)

- 25 das 32 edições do Festival Guarnicê de Cinema

- 4 edições das Mostra Guarnicê Itinerante de Cine Vídeo

- 13 edições do Festival Brasileiro de Canto Lírico no Maranhão (Maracanto)

- 12 das 23 edições do Festival Brasileiro de Poesias no Maranhão (Foemará)

- 12 edições do Festival Universitário de Reggae (Unireggae)

- 8 edições da Mostra Brasileira de Miniatura Artística no Maranhão

- 12 das 33 edições do Festival Brasileiro de Canto Coral no Maranhão (Femaco)

- 11 edições da Mostra Maranhense de Arte Efêmera

- 12 edições da Tocata de Bandas e Fanfarras do Maranhão

- 12 edições da Cantata Natalina

- 12 edições da Exposição Presépio                                                                      

- 6 edições do Salão de Artes Plásticas 31 x 31

- 6 edições do Projeto Carcará de Cara Nova

- 3 edições do Curta Lençóis: Festival de Cine-Vídeo dos Lençóis Maranhenses

- 2 edições do Festival Luso-Brasileiro de Arte e Cultura – Projeto Lusobrás 

- 10 edições do Programa Regional de Apoio às Artes Plásticas

- 2 edições do Maranhão Vídeo de Bolso – Festival Regional de Vídeo de Bolso

- 9 edições do Encontro de Teatro de São Luís na Periferia

Quase todos esses projetos eram de abrangência regional e/ou nacional, destacando-se que parte deles era de periocidade semanal e/ou quinzenal, como foi o Projeto Carcará de Cara Nova, executado toda quinta-feira, às 12h30 min., no Auditório Central da UFMA; o Projeto Quarta Cultural, executado toda quarta-feira, às 19 horas, no Espaço Reynaldo Faray no Palacete Gentil Braga; Projeto Sexta Poética, executado toda sexta-feira, às 19 horas, no Espaço Reynaldo Faray, no Palacete Gentil Braga, e o Programa Regional de Apoio às Artes Plásticas, que promo-via, a cada 15 dias, exposições de artes plásticas na Galeria Anto-nio Almeida e na Sala Maia Ramos, ambas no Palacete Gentil Braga.

Dos projetos de abrangência nacional, destacaram-se o Festival Guarnicê de Cinema; Festival Brasileiro de Canto Coral no Maranhão (Femaco); e o Festival Brasileiro de Canto Lírico no Maranhão (Maracanto); o Festival Brasileiro de Poesia no Maranhão (Poemará); o Festival Universitário de Reggae (Unireggae); a Mostra Brasileira de Humor no Maranhão (Humormará) e a Tocata de Bandas e Fanfarras do Maranhão.

Sua intensa ação desenvolvida na área cultural na capital maranhense o levou a atuar como produtor cultural, ator, crítico de arte e cineasta. Na atividade audiovisual, dirigiu e produziu vários filmes, obtendo diversas premiações em festivais de cinema e vídeo pelo Brasil, destacando-se os filmes Mutações, Colonos clandestinos, Bom Jesus, A greve da meia passagem, Alegre Amargor, Feições, Mamucabo, Periquito sujo, Jardins suspensos, e o vídeo O lavrador de palavras.

No quadriênio 2009-2012, foi Presidente da Fundação Municipal de Cultura, órgão vinculado à estrutura da Prefeitura de São Luís. No ano de 2012 recebeu do Governo do Estado do Maranhão o título de Comendador, considerando os bons serviços prestados à cultura maranhense. Como integrante da comunidade universitária, tem se dedicado a pesquisar a atuação das manifestações culturais “reggae” e “carnaval”, no meio cultural maranhense.

Obras literárias do autor:

  • Primórdios do Cinema em São Luiz. São Luís: DAC/UFMA, 1977 (Pesquisa acadêmica).

  • O Cinema dos anos 70 no Maranhão. São Luís: DAC/UFMA, 1980 (Pesquisa  acadêmica)

  • Sistema de Comunicação na Capital Maranhense in Jornalismo no Brasil Contemporâneo. São Paulo: DJE/ECA/USP, 1984, pp. 53-66. (Artigo em Coletânea).

  • O Poder Simbólico das Radiolas de Reggae na Cultura Maranhense. Niterói: MINTER UFF/UFMA/UNIVIMA, 2011 (Dissertação de Mestrado).

  • Reggae e Poder: radiolas e simbolismo na cultura maranhense in Crítica de Mídia e a Tessitura da Mediação. São Luís: EDUFMA, 2012, pp. 45-75. (Artigo em Coletânea)

  • Quando a Purpurina não Reluz. São Luís: Gráfica Minerva, 2013 (Estudo de Caso/Depoimento)

  • Reverberando Pedras. São Luís: CCSo/UFMA, 2014 (à publicar).

  • Maria por Maria ou A Saga da Besta Fera nos Porões do Cárcere e da Ditadura. São Luís: Editora Engenho/SECTI, 2015 (Entrevista/Análise).

  • O “Vai querer” dos Blocos Tradicionais. São Luís: EDUFMA, 2016 (Estudo de Caso e Análise do INRC dos BTMs, no Prelo).

  • Ajuntamento de Memórias. São Luís: EDUFMA, 2016 (Entrevista/Análise, no Prelo).

  • Provocações do Cotidiano. São Luís: EDUFMA, 2016 (Artigos e Crônicas, no Prelo).

  • Gardênia: Flor de Lapela. São Luís: EDUFMA, 2016 (Entrevista/Depoimento, no Prelo).

  • Guarnecendo Memórias. São Luís: EDUFMA, 2017 (Estudo de Caso/Depoimentos)

  • Memórias (En)Cantadas. São Luís: DCSo,/UFMA, 2018/…. (Projeto de Pesquisa, em construção)

  • Interações Comunitárias. São Luís: EDUFMA, 2019 (Crônicas)

  • Reminiscência do Cinema Maranhense. São Luís: DCSo/UFMA, 2019/…. (Projeto de Pesquisa, em construção).

Obras do autor:

Livraria e Espaço Cultural AMEI - São Luís Shopping: (98) 3251 3744

Presidente: (98) 9 9612 2384 (WhatsApp)

1ª Secretária: (98) 9 8283 2560 (WhatsApp)

Email: amei.osfl@gmail.com

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon

© 2020 AMEI.