Maranhenses Unidos na Arte e nos Livros

A AMEI surgiu da vontade de vários escritores independentes, de entre os 102 escritores maranhenses que se fizeram presentes, em maio de 2016, na 1ª FLAEMA (Feira do Livro do Autor e Editor Maranhense), de não deixar se diluir o espírito com o qual a FLAEMA tinha surgido como um marco de resgate e renovo da Atenas Brasileira, sendo necessário se criar um instrumento permanente através do qual os escritores maranhenses independentes pudessem voltar a ter vez e voz no meio cultural maranhense.

Hoje em dia, o segmento associativo cultural literário da AMEI comporta mais de duzentos associados. 

O Renovo da Atenas Brasileira começou aqui!

Em agosto de 2016, foi fundada a AMEI, Associação Maranhense de Escritores Independentes.

Em abril de 2017, a AMEI abriu, a primeira Livraria 100% maranhense com mais de 1.400 títulos expostos (hoje mais de 2.000 títulos) e inaugurou um Espaço Cultural (adjacente à livraria) onde se apresentam mais de 60 eventos culturais gratuitos por mês com o objetivo de divulgar a cultura maranhense em todos os seus segmentos.

No período de abril 2017 a abril de 2019, foram vendidos mais de 60.000 livros de autores maranhenses enquanto no Espaço Cultural foram apresentados mais de 1600 eventos culturais gratuitos (Lançamento, Palestra, Sarau poético, Roda de Conversa, Café Filosófico, Sarau musical, Mostra de Dança de Salão, Teatro, Dança folclórica, Mostra de Artes Plásticas, Mostra de Filmes, Desfile de Moda, Oficinas literárias e artísticas, etc.).

De 8 a 17 de setembro de 2017, em apenas 10 dias, numa correalização AMEI e VIEGAS Editora, apresentamos 224 eventos culturais e de arte-educação no quadro da 2ª FLAEMA (Festival de Literatura, Arte e Arte-educação do Maranhão).

Damos vez e voz a quem não tem, no meio cultural maranhense.

Ainda em setembro de 2017, a AMEI constitui um novo segmento associativo cultural para atender às necessidades dos artistas plásticos maranhenses (que recebeu o nome de fantasia AMAP - Associação Maranhense de Artistas Plásticos). Nesse mesmo mês a AMEI / AMAP inaugurou uma ampla Galeria de Arte e Atelier no São Luís Shopping onde durante um ano expôs cerca de uma centena de obras de mais de 40 artistas maranhenses que se filiarem na AMEI para apoiar esta iniciativa.

Em outubro de 2017, a AMEI constitui um novo segmento para atender às necessidades das artes cênicas (que recebeu o nome de fantasia AMAC - Associação Maranhense de Artes Cênicas). Pouco depois a AMEI / AMAC inaugurou um teatro de bolso de 80 lugares no São Luís Shopping, onde, em pouco menos de 9 meses apresentamos mais de 12 peças de teatro (repartidas por mais de 40 sessões), realizamos mais de 5 oficinas teatrais e 5 shows de música exclusivamente de companhias e artistas maranhenses.

Em novembro de 2017, a AMEI constitui um novo segmento associativo cultural com o objetivo de renovar a Dança Portuguesa Maranhense (que recebeu o nome de fantasia AMDI - Associação Maranhense de Dança do Império). Em junho de 2018, realizamos, no São Luís Shopping, o 1º Festival de Danças Portuguesas Maranhenses da AMEI / AMDI, reunindo mais de 25 danças.

Hoje, a AMEI congrega e defende os interesses e direitos dos escritores maranhenses independentes, dos artistas plásticos maranhenses, dos grupos, trupes e companhias de arte cênicas maranhenses e das danças folclóricas portuguesas maranhenses em áreas e ações de interesses comuns, apoiando-os nas suas reivindicações em defesa de seus interesses artísticos, literários e culturais, cultivando o futuro da Cultura Maranhense!

Vamos cultivar o futuro, juntos e misturados, na AMEI, manifestando nosso amor à Cultura Maranhense.

Fizemos muito em pouco tempo e TUDO SEM QUALQUER APOIO privado ou público num autêntico milagre de revalorização da cultura do pensamento em todas as suas formas: Literatura, Artes Plásticas, Artes Cênicas Arte-Educação, etc.

Com muita esforço conseguimos levar adiante este milagre de resgate e renovo, que dura à mais de um ano e meio, mas dificilmente poderemos prosseguir de forma independente e continuar firmes neste esforço em prol da cultura maranhense se não recebermos um claro apoio de todos os amantes da cultura maranhense. 

Os primeiros sinais de que não poderemos continuar sem apoio, surgiram recentemente com a devolução dos espaços que ocupávamos no São Luís Shopping com as atividades de Galeria de Arte e do Teatro de bolso para concentrar nosso esforço sobre a salvaguarda e a manutenção da Livraria e do Espaço Cultural para onde transferimos as atividades da Galeria e do Teatro.

Como ajudar? Filiando-se na AMEI como simpatizante ou até como artista, se for o caso, para que, juntos, façamos o Brasil inteiro reconhecer que a Atenas Brasileira está renovada e mais pujante que nunca.

A AMEI reúne em suas fileiras não só escritores como também artistas plásticos, grupos de teatro, grupos folclóricos, artesões, músicos, cantores... todos maranhenses, todos misturados.

Chegou o tempo de, para além de misturados, estarmos também juntos, motivo pelo qual a AMEI abre agora suas fileiras para sócios simpatizantes para que, você também possa fazer parte desta grande família cultural maranhense, ajudando assim este projeto ímpar a permanecer vivo e prosperar em sua missão de resgate e renovo cultural. 

Para além de poder contribuir para a manutenção deste trabalho cultural de resgate e renovo, veja na aba filie-se, no site www.ameimais.org, as demais vantagens para sócios simpatizantes ou efetivos.

Livraria e Espaço Cultural AMEI - São Luís Shopping: (98) 3251 3744

Presidente: (98) 9 9612 2384 (WhatsApp)

1ª Secretária: (98) 9 8283 2560 (WhatsApp)

Email: amei.osfl@gmail.com

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon

© 2020 AMEI.