Félix Alberto Lima

Foto.png

FÉLIX ALBERTO LIMA é membro da Academia Maranhense de Letras e autor dos livros de poesia O que me importa agora tanto (7Letras, 2015), Filarmônica para fones de ouvido (7Letras, 2018) e Nas profundezas desses olhos rasos (7Letras, 2020). Em prosa, escreveu Guajá, a odisseia dos últimos nômades (EDUFMA, 1998) Almanaque Guarnicê (Clara Editora, 2003), Um pouco mais de mil palavras (Clara Editora, 2016) e Maio oito meia (Clara Editora, 2017). É coautor dos livros Chagas em pessoa (Edições FUNC, 2005) e Jomar Moraes, o encantador de palavras (Edições AML/Clara Editora, 2018).

Bibliografia:

 

Coautoria:

- Organizador, editor e coautor da coletânea de textos jornalísticos Maranhão Reportagem (Clara Editora, 2002);

- Coautor da coletânea As melhores crônicas do claraonline (Clara Editora, 2005);

- Coautor do livro Chagas em pessoa (Edições FUNC, 2005);

- Coautor do livro São Luís em palavras (Editora Aquarela Brasileira, 2017).

- Coautor e organizador do livro Jomar Moraes, o encantador de palavras (Edições AML/Clara Editora, 2018).

 

Autoria:

- Guajá, a odisseia dos últimos nômades (EDUFMA, 1998);

- Almanaque Guarnicê (Edições Guarnicê e Clara Editora, 2003);

- O que me importa agora tanto (Editora 7Letras, Rio, 2015);

- Um pouco mais de mil palavras (Clara Editora, 2017);  

- Maio oito meia (Clara Editora, 2017);

- Filarmônica para fones de ouvido (Editora 7Letras, Rio, 2018);

- Nas profundezas desses olhos rasos (Editora 7Letras, Rio, 2020).

Obras do autor: