Iramir Alves araujo

Historiador, Mestre em História Social pela Universidade Federal do Maranhão, escritor, roteirista, editor e sócio da Dupla Criação. Publicou as obras em quadrinhos ‘‘Corpo de Delito’’- Quadrinhos policiais inspirados na crônica policial de São Luís-MA, com desenhos de vários artistas; ‘‘Balaiada - A Guerra do Maranhão’’ e ‘‘Ajurujuba - A Fundação da Cidade de São Luís’’, além de quadrinhos educativos e institucionais. Publicou, também, ‘‘A Flecha a Pedra e a Pena’’ sobre a primeira revista ilustrada do Maranhão, editada pelo jornalista João Afonso do Nascimento com a colaboração de Aluísio de Azevedo.

 

O livro tem capa assinada por Claus Alves da Silveira e ilustrações fotográficas de Zeqroz Neto, um alemão radicado no Maranhão.

 

SINOPSE DO LIVRO

 

A FLECHA, A PEDRA E A PENA

 

Na quadra final do século XIX surgiu “A Flecha” a primeira revista ilustrada do Maranhão, que pretendia, segundo seus criadores João Affonso Nascimento e Aluísio de Azevedo, “vibrar os golpes de sua crítica imparcial e justiceira aos costumes da sociedade. A Flecha manteve um embate sem tréguas contra a igreja, defendeu a República, o fim do escravismo e questionou os poderes constituídos. Utilizou como armas de combate, o humor em suas variadas vertentes. A Flecha foi, antes de tudo, um sopro de frescor na grave formalidade da imprensa maranhense.

 

AJURUJUBA – A Fundação da Cidade de São Luís

 

Ajurujuba - A Fundação da cidade de São Luís, é um álbum em quadrinhos que trata da grande aventura empreendida pelos franceses com o objetivo de colonizar a região norte do Brasil e em particular o Maranhão, com a fundação de uma colônia, denominada França Equinocial. É também a história de como o Império espanhol, que à época também tinha poder sobre Portugal, reagiu para por fim às pretensões dos normandos. A história se desenrola em meio a viagens pelos mares bravios, intrigas palacianas, acordos e traições e o envolvimento de milhares de índios, os habitantes originais de Upaon-açu, em uma guerra cujos vencedores acabariam por sobrepujar sua cultura, impondo sobre ela o peso da cruz e da espada.A história teve pesquisa bibliográfica, iconográfica e roteiros de Iramir Araujo e arte de Ronilson Freire..

A Balaiada - A guerra do Maranhão

Livraria e Espaço Cultural AMEI - São Luís Shopping: (98) 3251 3744

Presidente: (98) 9 9612 2384 (WhatsApp)

1ª Secretária: (98) 9 8283 2560 (WhatsApp)

Email: amei.osfl@gmail.com

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon

© 2017 AMEI.