Neurivan Sousa

NEURIVAN SOUSA é poeta e professor da rede pública, formado em Filosofia. Maranhense, natural de Magalhães de Almeida (1974), mas radicado em Santa Rita/MA desde 1998. Fez oficina literária com o crítico e escritor gaúcho Paulo Bentancur. Polifonia do Silêncio (Scortecci, 2012) foi seu livro de estreia. Em 2015 publica Lume, pela Editora Penalux, e O pequeno poeta, pela Fábrica dos Livros, ambos lançados na 9ª Feira do Livro de São Luís – Felis.

 

SINOPSE DO LIVRO

 

LUME – O luxo da dor da extrema busca

 

Lume é um conjunto de aproximadamente uma centena de poemas dividido em três partes: “Caligem” (Trevas Profundas), em que o poeta dá a se conhecer em todas as instâncias, em sua condição humana, com suas verdades e delírios (não menos verdadeiros). Tal protagonista passa por transmutações, levado pela forte correnteza da lírica. E prova do mundo e do mundo se deixa provar.A segunda parte, intitulada “Interlúdio”, seria uma pausa não fosse a força imagética dos versos que Neurivan Sousa compõe incansavelmente, como numa espécie de sortilégio, a levar o leitor a ser tomado por uma força que o eleva na direção da transcendência.A terceira parte, derradeira, é mais, digamos, “familiar”, e compreensivelmente nela é que o amor se faz presente. “Transparessência” são as relações mais próximas, sem abismos a separá-las. Daí o necessário neologismo.Lirismo, imagens marcantes, bom trato da linguagem, a elevação do precário à condição de universal. Em Lume, Neurivan Sousa realiza um exercício poético que transcende a confissão desenfreada de suas percepções e sentimentos, revira medos, desdenha do supérfluo, reacende o pavio do sarcasmo, desnuda as falsas alegrias, faz da poesia seu baú de espelhos. Enfim, composto por poemas entre médios e longos, e nenhum perde a intensidade do começo ao fim, Lume é um livro desnecessário para quem se contenta com as aparências.

 

O PEQUENO POETA

 

O pequeno poeta, de Neurivan Sousa, é uma seleção caprichada de poemas dirigidos a uma faixa etária que gosta de poesia – e como! Poetas como Cecília Meireles, Mario Quintana, Vinicius de Morais e José Paulo Paes escreveram legítimas joias em versos para a garotada, a chamada poesia infantojuvenil, mais especificamente infantil, isso porque as imagens que os versos desenham, as rimas que eles cantam, o humor que trazem em forma de autêntica brincadeira com as palavras faz de livros como O pequeno poeta uma soma de momentos de puro encantamento.A poesia é mais que uma história. É um milagre escrito, é um truque tão bem-feito pelo poeta que ele, escrevendo, parece estar fazendo o papel de um mágico a nos surpreender com um lirismo tomado de beleza e de surpresas. Em O pequeno poeta, tem-se a impressão que os poemas são escritos pelos pequenos leitores e escritos para os pequenos leitores. Tudo nele se confunde, numa fantástica brincadeira, tão fascinante como um teatro que, em vez de um palco, precisasse apenas de páginas para nos divertir, nos emocionar. . 

Minha Estampa é Da Cor do Tempo

GÊNERO: Poesias (Selo Candeeiro)
ISBN: 978-85-58333-01-6 | ANO: 2018
FORMATO: 14X21 
PÁGINAS:  162 | Pólen Bold 90gr

 

 

Livraria e Espaço Cultural AMEI - São Luís Shopping: (98) 3251 3744

Presidente: (98) 9 9612 2384 (WhatsApp)

1ª Secretária: (98) 9 8283 2560 (WhatsApp)

Email: amei.osfl@gmail.com

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon

© 2020 AMEI.